Nikola Tesla

13:16 Escola Flor da Vida 0 Comments

A ciência é, portanto, uma perversão de si mesma, a menos que tenha como fim último, melhorar a humanidade
Nikola Tesla










Nikola Tesla 
 

Nikola Tesla nasceu em 9 de julho de 1856, na vila de Smiljan, na Croácia, exatamente à meia noite. Desde o início de sua infância, ficou claro que Tesla era uma mente extraordinária. Seu pai, Milutin Tesla, o ajudou a fortalecer sua memória e raciocínio através de uma grande variedade de constantes exercícios mentais. Sua mãe, Djouka Tesla, vinha de uma longa linhagem de inventores, e ela própria criava várias ferramentas para costura e outras tarefas que desempenhava em casa. Tesla possuía um irmão mais velho, Dane, quem ele considerava seu superior em todas as coisas. Quanto Nikola tinha cinco anos, sentia inveja do cavalo branco de seu irmão, sendo proibido por seu pai de montar, devido à sua idade.

Certo dia, Nikola usou uma zarabatana para atirar uma semente no cavalo enquanto seu irmão montava. Dane foi atirado para trás e morreu logo após. O sentimento de culpa que ele sentiu por esta tragédia perseguiu Tesla por toda a sua vida, e não importa o quão grandes fossem suas descobertas, ele sempre acreditou que Dane poderia ter feito melhor. Durante sua infância, Tesla adoeceu repetidamente. Ele sofria particularmente de um mal no qualflashes cegantes de luz apareciam diante de seus olhos, freqüentemente acompanhados de alucinações. Na maioria dos casos, as visões eram ligadas a uma palavra ou item que ele poderia vir a encontrar no futuro, simplesmente ao ouvir o nome do item, ele involuntariamente o visualizava em perfeitos detalhes.

Os flashes e imagens causavam grandes desconfortos a Tesla, e quando ele atingiu sua adolescência, aprendeu a reprimi-los exceto em certos casos de stress. Quando eles ocorriam, tinham uma natureza que poderia ser descrita como psicótica. Em certa ocasião, Tesla tentou nadar por debaixo de uma estrutura que se estendia além do que ele havia imaginado. Encontrando-se aprisionado debaixo d'água, sem sinal da superfície, um flash apareceu e com ele Tesla viu uma pequena abertura levando a um bolsão de ar. Sua visão estava correta, e sua estranha doença o salvou de um afogamento certo.

Na ocasião da morte de seus pais, Tesla afirmou ter tido uma premonição detalhada de ambos os acontecimentos. Mais tarde, ele se vangloriava ao poder transmitir mentalmente uma imagem a uma pessoa em outra sala. Nos mais de 60 anos desde sua morte, Nikola Tesla nunca tinha deixado de ser uma fascinante figura misteriosa em algum lugar fora das fronteiras da história tal como é entendido pelas massas cegas. Enquanto nós como uma civilização do século 21 continuamos a colher os frutos de seu gênio desproporcionado, Tesla ainda tem de ser dado o reconhecimento que merece, como um grande arquiteto da era tecnológica relativamente confortável em que vivemos. Ainda assim, existem aqueles de nós que dão Tesla sua dívida, tardiamente, mas sinceramente. Este artigo irá lidar com um aspecto da genialidade de Tesla, que tem obtido pouca atenção até mesmo daqueles de nós que reverenciam o seu nome: contato UFO. E que a teoria, não é mais bem defendida do que em "The Lost Journals of Nikola Tesla" por Tim R.
  
Tim Swartz 
Tim Swartz, foi entrevistado há alguns anos para uma das revistas extinta de Tim Beckley nas bancas, e Swartz onde foram estabelecidos alguns antecedentes históricos dos primórdios de Tesla. "Tesla nasceu na Iugoslávia", disse Swartz, "no que é hoje a Croácia, à meia-noite entre 9 de julho e 10 de julho de 1856. Tinha aquela centelha de gênio direito desde o início. Há uma quantidade de pessoas, eu acho, ao longo de nossa história, que poderia classificar como um "super gênio." Essa é a melhor palavra que eu possa pensar. A maioria das pessoas concorda que Einstein foi um dos nossos maiores gênios. Talvez Leonardo da Vinci. e Nikola Tesla deve estar junto com esses homens, porque ele parecia ter este espírito que estava aberto para o universo. "Eu suponho que é uma forma bastante esotérica de olhar para ele", continuou, "mas ele tinha a capacidade de visualizar suas idéias, a tal ponto que ele poderia realmente" ver "o que ele estava a visualização em três dimensões. “Como ele colocou ‘Ela parecia pairar no ar à direita, na frente dos meus olhos.” 
Hoje em dia, Tesla é o mais conhecido do grande público como o inventor do motor AC.
 
"Todo o nosso sistema de eletricidade", explicou Swartz, "trabalha com corrente alternada. No dia de Tesla, Thomas Edison tinha inventado um sistema para fornecer eletricidade para casas e edifícios com base na corrente contínua, corrente direta. DC funciona bem atualmente, mas não pode ser enviado a qualquer distância grande. Provavelmente, a cada meia milha a milha, você teria que ter uma estação que passo o poder de volta para cima novamente e enviá-lo por mais uma meia milha ou assim. Um sistema muito ineficiente , e realmente só é bom para áreas próximas, como Nova York.

É aí que Edison tinha feito inicialmente alguns fios." Tesla, em contrapartida, criou um motor baseado em corrente alternada, que pode viajar centenas de quilômetros antes que tenha que ser retransmitido. Esta foi uma revolução para a época. Tesla veio com uma versão de trabalho de um motor AC e foi o primeiro a construir, em Niagara Falls, um enorme poder de geração da estação que fornecia eletricidade para Nova York. "Foi barato, limpo, eficiente e que realmente trabalhavam", disse Swartz. "Essa é provavelmente a maior reivindicação de Tesla para a fama."

Tesla fez parte da invenção do rádio. Apesar de que popularmente quem tem mais crédito para invenção do rádio é o Marconi, a Suprema Corte declarou alguns anos após Tesla ter morrido que patenteou dispositivos de Tesla sobre o rádio que havia precedido de Marconi e Tesla, que é oficialmente o pai do rádio. Tesla também criou o primeiro dispositivo de controle remoto, que ele demonstrou por dirigir uma pequena bateria de energia no barco de brinquedo através de várias manobras em um lago com observação de repórteres. Ele também projetou um torpedo para o uso na guerra, que foi controlado remotamente. Foi enquanto trabalhava em um receptor de rádio projetado para monitorar tempestades que Tesla tropeçou em algo de extraordinário. "Tesla pensava que possivelmente ele tinha recebido um sinal de rádio do espaço exterior", disse Swartz, "que poderia eventualmente ser de extraterrestres.

Que é um conceito bastante surpreendente para seu tempo. Pessoas especulavam que podia haver vida em Marte, mas ninguém sugeriu isso muito a sério. Tesla estava conduzindo experiências em Colorado Springs, Colorado, em 1899, com um bom porte receptor de rádio, porque ele era fascinado pela forma como jogou em um raio de trovoadas. Ele estava tentando chegar a um caminho para aproveitar o poder das trovoadas.” "Em uma noite", Swartz continuou "ele recebeu o que chamou de ‘sinais regulares’. "Você sabe, como bip, bip, bip. Não é habitual ouvir estática de trovoadas e relâmpagos. Perguntou-se ao mesmo tempo se não fosse ele ter ouvindo a "uma saudação de outro planeta", como ele dizia. partir daí tornou-se algo de uma obsessão dele, para construir receptores de rádio cada vez melhor para tentar ver se ele poderia repetir o que ouviu. Chegando ao ponto onde ele afirmava que ele realmente recebeu transmissões de voz. Ele disse que soa exatamente como as pessoas falando para trás e para os outros. Ele fez anotações dizendo que ele estava realmente ouvindo os seres inteligentes de outro planeta a falar uns com os outros, embora ele não soubesse o idioma que eles estavam falando. Mas “ele ainda sentia que entendia.” Um ponto interessante que deve ser feito aqui é que, no momento Tesla estava ouvindo essas vozes estranhas através de seus equipamentos de rádio primitivos, de 1899, o país tinha apenas experimentado o grande dirigível Wave do final dos anos 1800.

Não menos um perito de Ufos que é investigador e historiador Dr. David Jacobs acredita que um contato verdadeiro com um óvni começou, nos céus da América, quando as pessoas conheciam apenas os balões de ar quente como algo real voando e logo viram dispositivos ou naves de metal que sobrevoou suas casas e campos agrícolas, seqüestrando ás vacas ocasionalmente e via os agricultores desnorteado em assuntos além da sua compreensão. Enquanto um hesita em abandonar o mais familiar acidente astronáutico e teoria que diz que o contato com alienígenas começou com o nascimento da humanidade em tempos pré-históricos, a crença de Jacobs tende a apoiar o que Tesla alega que aconteceu com ele. Isso também levanta a questão: Será que os extraterrestres têm algum tipo de peça na liderança Tesla para criar o que ele fez?

Argumenta-se no polêmico livro "The Day After Roswell", pelo saudoso coronel Philip Corso e seu colaborador Bill Birnes, que recuperou a tecnologia alienígena de engenharia reversa e foi utilizada para estabelecer as bases para inúmeras invenções, incluindo fibra óptica e muito mais em o caminho da tecnologia que nós tomamos para concedido hoje. Uma das vezes, se pergunta se os alienígenas são os responsáveis na implantação de novas tecnologias ou mesmo diretamente “inspiradores”, através de algum processo de pensamento implantado, para influenciar na criação de novas maravilhas da era atual. Em qualquer caso, é provável que algum tipo de sobreposição entre o contato de voz de Tesla e as invenções que vieram mais tarde, embora seja obviamente impossível de provar. Tesla sentiu as vozes que foram lentamente preparando a humanidade para a conquista e dominação.

Em "The Lost Journals of Nikola Tesla", Swartz passa a contar a arrepiante cronologia da batalha de Tesla com esses extraterrestres que acreditava ser uma raça inimiga, todos contra um fundo de espionagem industrial e segredo governamental que faria para um conto de ficção científica se não fosse o fato de que os eventos são supostos fatos totalmente real. Tesla mais tarde veio a público com sua afirmação de que ele estava recebendo transmissões de voz extraterrestre e foi submetido ao ridículo habitual humilhante que cumprimenta testemunhas óvnis hoje, quando eles tentam falar abertamente de suas experiências. Mas ele permaneceu firme em sua convicção de que as vozes eram verdadeiras e representam uma ameaça terrível para a vida na Terra como a conhecemos.

No Global Communications o editor Tim Beckley forneceu mais dados sobre a conexão entre Tesla e óvnis. "Há muitos que acreditam", disse Beckley, "que Tesla era realmente uma estrela infantil" das sortes, que nasceu em outro planeta e que foi deixado na porta de seus pais adotivos. Esta teoria especulativa foi inicialmente oferecida em uma longa história de um livro impresso por Margaret Storm e mais tarde pelo comandante intitulado como X "Nikola Tesla: Energia Livre e da Pomba Branca". Com a idéia de que Tesla tinha nascido fora do planeta, Beckley continuou, "parece ter se originado com um cavalheiro chamado Otis T. Carr. A MD Baltimore e inventor, Carr afirma que trabalharam lado a lado com Tesla por anos e que ele descobriu pedaços da vida do grande inventor do que ninguém conhecia, incluindo o fato de que Tesla não era originalmente de “aqui“. Segundo Beckley, Carr mais tarde passou a inventar um dispositivo em forma de disco voador que ele disse por meros US $ 14 milhões nos levaria para Marte ou em algum lugar mais próximo do sistema solar. "Carr foi uma figura controversa no seu próprio direito", acrescentou Beckley, "mas ninguém foi capaz de provar que ele não trabalha com Tesla, em Manhattan, onde Tesla estava vivendo no Hotel New Yorker perto de Herald Square. Sabemos que Tesla ficou fascinado com a possibilidade de haver vida em outros planetas.” Beckley Swartz reiterou declarações a respeito de Tesla em tentativas para estabelecer contato com os extraterrestres via rádio. "E ele poderia ter sido bem sucedido em alcançar para fora", disse Beckley. "Além disso, diz que Tesla desenvolveu um telescópio" que poderia usar para fazer contato com extraterrestres.

O dispositivo estava em exposição no Canadá há vários anos antes de seu proprietário ter falecido. “Agora, algumas palavras sobre o título do livro de Swartz diz que Tesla morreu em 1943, na pobreza e na obscuridade relativa. Como ele mudou de hotel para hotel, ficava um passo à frente de suas dívidas, muitas vezes ele deixou para trás muitas malas cheias de notas e esquemas de invenções inacabadas. Diz à lenda que depois que ele morreu, o governo federal interveio e confiscou o material, acreditando que continha desenhos de dispositivos, novas armas e, portanto, era relevante para a segurança nacional. Mas, aparentemente, algumas coisas escaparam por entre os dedos das mãos do governo. Em um leilão de 1976 em Newark, Nova Jersey, um colecionador chamado Dale Alfrey comprou quatro caixas de papéis por cerca de US $ 25. Alfrey no primeiro pensamento que ele tinha comprado as notas de um escritor de ficção científica e não tinha idéia da importância do que as caixas continham.

Vinte anos se passariam antes Alfrey começou realmente a ler o material e tentar preservar os documentos mal cuidados digitalizando-los em seu computador. Enquanto ele estava absorvido nesse esforço, ele foi visitado por um trio de homens de preto (MIB), que olhou para ele como "empreendedores". Eles se ofereceram para comprar os papéis da Alfrey, que respondeu que não estavam à venda. Depois de uma discussão mais aprofundada, que incluía algumas ameaças perturbadoras dos MIBs, os três visitantes se afastaram. Alfrey sentiu-se recuperando a consciência depois de passar numa espécie de transe. Quando ele correu para dentro, os papéis tinham ido embora, e assim foi o disco rígido de seu computador. Ele nunca recuperou totalmente a partir da experiência com os MIBs, mas fez o suficiente para manter o que ele tinha lido nos escritos que perdeu de Tesla que é descrito no livro de Swartz. Entretanto, a conta do jornal a partir do momento da morte de Tesla relacionava que uma dúzia de grandes caixas de anotações de Tesla podem estar ainda desaparecidas, talvez à espera de ser redescoberta e desvendar os seus segredos de nosso tempo. Esta nova edição revisada e ampliada, do "The Lost Journals of Nikola Tesla" por Tim R. Swartz também contém novos capítulos sobre Time Travel, energia alternativa, e discos voadores nazistas, todos os quais ajudam a expandir o alcance e profundidade do legado que Tesla deixou a nós, para ajudar em nosso século 21 tateando para o domínio tecnológico de nosso mundo. Se nós já aprendemos a viajar no tempo ou levar nossa energia diretamente das forças que anima o universo, ou mesmo a escorregar os laços ranzinza da Terra em uma nave em forma de disco do projeto humano, a nossa dívida para com Nikola Tesla só pode aumentar.

Autor: Sean Casteel Fonte: http://www.seancasteel.com/ e http://www.exatas.com/fisica/tesla.html  
Créditos e Fonte de Imagens: http://www.ufodigest.com
Tradução: Visão Ufológica

0 comentários: