Evolução entre os Mundos I

01:11 Escola Flor da Vida 0 Comments

O planeta terra é o berço da nossa existência física, e tem a densidade de matéria exata em ordem vibratória para receber as pesadas frequências dos nossos pensamentos.

As energias se acumulam na nossa psicosfera em diferentes camadas por diferença de densidades vibratórias, como as nuvens que também se acumulam em diversas altitudes em volta da Terra, umas mais altas, outras mais baixas. As energias podem, por exemplo, acumular-se em camadas de grau vibratório emocional e mental. As energias emocionais são relativas aos sentimentos e emoções que povoam a psicosfera de ser naquele momento, por determinada situação. É a hora certa ou  errada de morrer. A grande maioria das pessoas desencarna no momento errado, quando está envolta por raiva, decepção, mágoa, rancos, desejo de vingança ou outros sentimentos inferiores. 

Carregamos com esses sentimentos não podendo alcançar os planos astrais mais elevados, pela densidade incompatível, já que esses sentimentos são pesos energéticos. Dessa forma, o espírito precisa expurgar tais energias antes de deixar os planos densos da Terra, mesmo já deixando o corpo físico. É a fase de "purgatório", em que as energias são drenadas dos corpos espirituais mais sutis.

Uma vez drenadas essas energias emocionas, o espírito pode ascender a planos mais elevados e propagar novas existências. Alguns se revoltam, outros se acham injustiçados, alguns viciados em desejos materiais, com medo e vergonha de suas ações, tentam permanecer na Terra. Mas logo são impulsionados a novas encarnações aliviadoras, para recomporem suas estruturas eletromagnéticas com um novo corpo físico. 

As energias acumuladas no plano mental serão reflexos cármicos e acompanharão a consciência espiritual. De forma didática, posso dizer que se trata de um tipo diferente de energia, que foi arquivada em um departamento de correção não puramente "reflexa ou reagente" como a anterior, mas racionalizada, fruto do mau uso do livre-arbítrio. 

O desejo de evolução faz parte da vida. O espírito é essência de vida, de movimento, e não suporta por muito tempo a estagnação. Seria incompatível com a vida a falta de progresso. Ele cedo ou tarde cede à ascensão. Para que isso aconteça, precisa escoar a energia mórbida que traz com ele para dentro de uma vibração compatível, e é isto que o nosso orbe nos proporciona, nos fornece uma determinada densidade material para que possamos drenar essas energias mentais. A densidade da Terra é compatível com os nossos pensamentos hoje, e incompatível com a densidade de outros seres além e aquém da nossa evolução, de forma que seres mais evoluídos, para encarnar na Terra, precisam se preparar energeticamente por séculos ou milênios como no caso de Jesus, para que seu o seu corpo físico seja capaz de sustentar a vida espiritual com tamanha vibração. As formas energéticas abaixo da nossa densidade também são incompatíveis, de maneira que também não podem encarnar na Terra. 

Fonte: GOELZER, Júlio. Evolução - Em busca do equilíbrio


0 comentários: